O QUE JESUS FEZ APÓS O BATISMO? -- 22/04/2006

Após o batismo, o que fez Jesus? Foi par ao deserto para um jejum de quarenta dias? Ou começou a reunir seus discípulos logo no dia seguinte? Como na maioria dos fatos narrados da vida de Jesus, aí também um evangelho desmente o que o outro afirma.

"Batizado que foi Jesus, saiu logo da água; e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito Santo de Deus descendo como uma pomba e vindo sobre ele; e eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo. Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo Diabo. E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome" (Mateus, 3: 16, 17; 4: 1, 2).

"Estas coisas aconteceram em Betânia, além do Jordão, onde João estava batizando. No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. Este é aquele de quem eu disse: Depois de mim vem um varão que passou adiante de mim, porque antes de mim ele já existia. Eu não o conhecia; mas, para que ele fosse manifestado a Israel, é que vim batizando em água. E João deu testemunho, dizendo: Vi o Espírito descer do céu como pomba, e repousar sobre ele. Eu não o conhecia; mas o que me enviou a batizar em água, esse me disse: Aquele sobre quem vires descer o Espírito, e sobre ele permanecer, esse é o que batiza no Espírito Santo. Eu mesmo vi e já vos dei testemunho de que este é o Filho de Deus. No dia seguinte João estava outra vez ali, com dois dos seus discípulos e, olhando para Jesus, que passava, disse: Eis o Cordeiro de Deus! Aqueles dois discípulos ouviram-no dizer isto, e seguiram a Jesus. (João, 1: 28-37).

Segundo Mateus, Jesus, após ser batizado, recebeu o espírito santo, que desceu sobre ele "como uma pomba", foi para o deserto e ficou lá quarenta dias, sendo tentado pelo Diabo (Mateus, 3: 16, 17; 4: 1, 2).

Segundo o evangelho de João, Jesus veio a João para ser batizado e João testemunhou ter visto o espírito santo descer sobre ele na forma da pomba. E, "No dia seguinte João estava outra vez ali, com dois dos seus discípulos e, olhando para Jesus, que passava, disse: Eis o Cordeiro de Deus!" (João, 1: 28 a 36). E nos versos seguintes mostra que ele começou a reunir discípulos, começando com dois de João que o seguiram. Aí não houve lugar para os quarenta dias de jejum.

Se no dia seguinte ao batismo Jesus estava começando a reunir os seus discípulos, ele não fez os quarenta dias de jejum no deserto. Se ele foi para o deserto jejuar quarenta dias, ele não começou a reunir seus discípulos no dia seguinte após o batismo. Assim é certo que um evangelho deu informação falsa. Se um não disse a verdade, não é seguro acreditar que outro seja verdadeiro.


Ver mais CONTRADIÇÕES BÍBLICAS
 

Ver mais RELIGIÃO

- -

BUSCA
Google

PROCURE NA CAIXA ABAIXO